Compartilhe

Blog

Festival Sesc de Inverno terá maratona de programação

Mais de 930 horas de programação, com 250 apresentações culturais protagonizadas por 420 artistas. Esses são alguns números da 15ª edição do Festival Sesc de Inverno, maior evento de cultura multilinguagem do Brasil que acontece de 12 a 21 de agosto em Petrópolis, Teresópolis e Nova Friburgo, na região Serrana do Rio de Janeiro. Em 10 dias, serão 53 apresentações musicais, 35 sessões de 21 espetáculos de artes cênicas, exibição de 31 curtas-metragens e 11 longas, três exposições de grande porte, uma instalação tecnológica, além de diversas oficinas, contações de história, encontros literários, lançamentos de livros, shows poéticos, saraus, intervenções urbanas e seminários.

A maioria da programação é gratuita, e os eventos pagos têm ingressos até R$ 20. Realizado peloSesc RJ – braço sociocultural do Sistema Fecomércio RJ –, o evento tem o apoio dos sindicatos do comércio varejista de Petrópolis e Teresópolis (Sicomércio Petrópolis e Sincomércio Teresópolis).

O Festival será aberto, no dia 12, com três shows simultâneos: Ney Matogrosso, em Petrópolis, Lenine, em Nova Friburgo, e o duo inédito Paulinho Moska e Tiê, em Teresópolis. A união musical entre artistas que nunca tocaram juntos, aliás, é um dos destaques da programação musical do evento, com Marisa Orth e Johnny Hooker (Petrópolis e Teresópolis) e Rael e Paula Lima (Petrópolis e Teresópolis) estreando juntos no palco. Zeca Baleiro e Marcia Castro, que já fizeram dupla em outros palcos, repetem a união em Nova Friburgo.


Foto: Flora Pimentel

Os cem anos do samba serão lembrados no shows de Monarco e Tuco Pellegrino, em Nova Friburgo, as Damas do Samba na Roda (Nilze Carvalho, Ana Costa, Áurea Martins e Luiza Dionizio), no Sesc Quitandinha, em Petrópolis, e Zé da Velha e Silvério Pontes que se apresentarão nas duas cidades.
Espetáculos para todos os gostos

Peças de teatro de grande sucesso nos palcos do Rio e do Brasil também passarão pelas unidades do Sesc na região, como “Bilac vê estrelas” (Petrópolis e Teresópolis). Baseado no livro homônimo de Ruy Castro e ambientada no Rio do início do século passado, o espetáculo conquistou os prêmios da APTR e Shell, os mais importantes do país. “Galileu Galilei” (Nova Friburgo e Petrópolis), com Denise Fraga, e o musical “Ataulfo – o bom crioulo” (Nova Friburgo e Teresópolis), que aborda a vida e a obra do compositor, também estão na programação. Destaques internacionais do Festival, quatro companhias estrangeiras fazem suas estreias nacionais nos palcos do Sesc: “Un acte serieux” (Cie Nicole Seiler-Lausanne/Suíça), “Bruit de Cloir” (Clément Dazin – Paris/França), “Nervures” (L´Experiénce Harmaat Fabrice Lambert – Paris/França) e “Contigo” (La Cie O Último Momento-Toulouse/França).


Foto: João Caldas

Ao longo dos 10 dias, haverá exibição de uma série de curtas e longas metragens para todos os gostos e idades. Ao final das sessões, realizadores participam de debates com o público. Na Mostra de Cinema Contemporâneo, destaque para a exibição de “Ralé” (Petrópolis), que traz Ney Matogrosso no papel de um ex-viciado em heroína de origem aristocrática. Participam do bate-papo a diretora Helena Ignêz e a atriz Simone Spoladore. Em Nova Friburgo, Cláudio Assis e Xico Sá participam da exibição e comentam o filme “Big Jato”, protagonizado por Matheus Nachtergaele. Eles são, respectivamente, diretor e autor do livro no qual o filme foi baseado. Os VJs Suave e Chico Abreu, assim como fizeram em outras cidades brasileiras e europeias, farão projeções de artes gráficas e animações nas unidades do Sesc e em locais públicos das três cidades.

 

Extensa programação literária

A programação literária ganha dinamismo este ano, com atrações que tratam o universo das letras de forma lúdica. É o caso de “Livre Reino Aéreo do Devaneio”, que passará pelas três cidades. É um espetáculo de poesia, falada e cantada, que promove uma experiência cênica da palavra a partir da performance dos poetas.

Assim como na edição anterior, o Festival Sesc de Inverno prestará homenagem a grandes nomes das letras. Em Petrópolis, o homenageado será o poeta mato-grossense Manoel de Barros (1916-2014), que completaria seu centenário neste ano. Em Teresópolis, será o poeta amazonense Thiago de Mello, que em março comemorou 90 anos. Já em Nova Friburgo, Zelia Gattai (1916-2008), também no ano do centenário do seu nascimento, será a homenageada. Nas três cidades haverá programação cultural alusiva aos escritores.

A programação literária também jogará luz sobre a questão de gêneros ao reunir, no Sesc Quitandinha, Denilson Lopes (professor e escritor que pesquisa questões de gênero e sexualidade) e João Nery (escritor, ativista de direitos humanos e primeiro homem transexual operado no Brasil, durante a ditadura militar) para um debate sobre o tema. Uma exposição inédita de fotos clicadas por Diego Ciarlariello e que retratam artistas que rompem a questão de gênero estará aberta à visitação no local.

Os 15 anos de Festival Sesc de Inverno serão lembrados na exposição MultiTempo. A instalação montada na cúpula do Sesc Quitandinha, em Petrópolis, terá imagens que resgatam a história do evento em meio a recursos tecnológicos e visuais que oferecem ao visitante uma experiência imersiva. O tempo, tema desta edição do Festival, é o objeto de reflexão contido nas obras de 17 artistas que compõem a exposição #O Tempo Narrador, com curadoria do Sesc RJ, que estará no Sesc Quitandinha e Teresópolis. Os trabalhos são apresentados em fotografia, vídeo e instalação, entre outras plataformas contemporâneas.

Em Nova Friburgo, será montada a exposição “Galeria Transparente – Tempo Virtual Tempo Real”. São imagens e vídeos dos trabalhos do projeto “Galeria transparente”, liderado pelo artista Frederico Dalton. Os artistas fazem intervenções gráficas na foto de um retângulo em uma calçada do bairro da Glória, no Rio, batizada por ele de “galeria transparente”. Vídeos mostram também as intervenções físicas realizadas no espaço.

O Festival Sesc de Inverno 2016 apresenta o mote “Reinventando o momento”. Trata-se de um convite ao público para, em tempos de evolução da tecnologia e velocidade da informação, refletir sobre a possibilidade de abstrair o tempo e o espaço para aguçar a percepção sobre a arte, possibilitando novas experiências. A programação completa será divulgada no site www.festivalsescdeinverno.com.br.

SERVIÇO
Festival Sesc de Inverno 2016
De 12 a 21 de agosto
Petrópolis, Teresópolis e Nova Friburgo
Ingressos: Até R$ 20

Deixe um comentário

  • SESC Rio nas Redes Sociais

© 2017 Sesc RJ. Todos os direitos reservados.