Lendas da música brasileira e mundial serão celebradas nos musicais que integram a rica programação teatral

Público do festival poderá assistir ainda a peças premiadas, companhias locais, espetáculos de rua e seminários

Ícaro and The Black Stars - Festival Sesc de Inverno 2019
Ícaro and The Black Stars – Festival Sesc de Inverno 2019

Michael Jackson, Bob Marley, Beyoncé, Tim Maia, Beth Carvalho, James Brown e Wilson Simonal “subirão aos palcos” de Petrópolis e Friburgo na 18ª edição do Festival Sesc de Inverno, que será realizada entre os dias 19 e 28 de julho em diversas cidades da região serrana do Rio de Janeiro. As estrelas da música são celebradas nos musicais “Ícaro and the Black Stars” e “Andança”, espetáculos que fazem parte da diversa programação teatral do evento, que inclui ainda a premiada “Esperança na Revolta”, peças de companhias locais, performances de rua, apresentações circenses e residências artísticas.

Protagonizado por Ícaro Silva e dirigido por Pedro Brício, “Ícaro and the Black Stars” promove uma viagem pelas obras de grandes artistas negros da música, sacudindo a plateia com números empolgantes em que o ator encarna os astros citados acima, com exceção de Beth Carvalho. Esta tem sua trajetória, que se confunde com a do samba, narrada em “Andança”, homenagem abençoada ainda em vida pela cantora, que faleceu recentemente. A direção é de Ernesto Piccolo e a direção musical, do instrumentista Rildo Hora.

Para além dos musicais, o público poderá conferir ainda dois outros sucessos da cena teatral carioca, bem como um de Sergipe. Formado por sete esquetes ambientados em lugares tão distantes quanto Ruanda, Paris e o Complexo do Alemão, “ Esperança na Revolta”, da Confraria do Impossível, apresenta a guerra em suas muitas formas e através dos olhares de diferentes personagens. Com sessão prevista também para Teresópolis, o espetáculo recebeu três indicações ao Prêmio Shell, o mais badalado do teatro nacional, e ganhou o troféu de Melhor Direção, entregue a André Lemos, o primeiro negro a recebê-lo.

Outros destaques dos palcos são “As Crianças”, em que um casal de físicos que vive isolado em uma região inóspita recebe a visita surpreendente de uma velha amiga, e “Desconto”, da Cia. Tetê Nahas, de Sergipe, que propõe uma reflexão sobre o mundo contemporâneo inspirada na obra de Nelson Rodrigues e em episódios reais.

Já os artistas locais poderão ser vistos em “Sonho de uma Noite de Verão”, montagem lúdica do clássico de Shakespeare em que Companhia Arteira, de Friburgo, recorre também a bonecos; “O Abajur Lilás”, encenação da Cia. de Teatro Cena Perdida, de Teresópolis, para o duro texto de Plínio Marcos, ambientado em um prostíbulo; e a tragicômica “Porão de Baleias”, peça premiada na Mostra Regional de Artes Cênicas de 2018, na qual quatro personagens perturbados revelam o declínio moral da sociedade.

Como de hábito, o festival também invade as ruas da região, que respira arte durante os seus nove dias. Este ano, espectadores serão convidados a se deitar com artistas em camas de casal na intervenção urbana “Todo lo que Esta a mi Lado”, que ocorrerá na Praça Demerval Barbosa Moreira, em Friburgo, e no gramado do Quitandinha, em Petrópolis. Em outra intervenção, a Cia. Enviezada dará um passeio de 45 minutos pelas ruas de Teresópolis, partindo da Calçada da Fama, onde atores e público darão o play ao mesmo tempo em sues celulares na trilha sonora baixada previamente no site www.ciaenviezada.com.  As encenações “Onipotência do Sono – Formigas de Dalí”, “Naquele Bairro Encantado” e “A Saga de Jorge” também integram a programação de artes cênicas, que conta ainda com residências de teatro, algumas já em curso, cujos resultados serão apresentados ao longo do evento.